Perspectivas para a semana, de 20 à 24 de Junho

Brasil

A agenda brasileira para a semana que vem não possui muitos indicadores importantes. O que mais se destaca é a divulgação na terça-feira (21), o IPCA 15 com estimativa em 9,10%.

Indicadores Americanos

Já agenda americana segue com indicadores muito importantes. Na quarta-feira (22) será divulgado às 11h o número de vendas de casas usadas e o estoque de petróleo americano. A estimativa é de 5,45 milhões e -0,933 milhões, respectivamente. Na quinta-feira (23), será divulgado o número de casas novas, estimado em 619 mil.

Na sexta-feira (24) sai o núcleo de encomendas de bens duráveis, com estimativa de aumento de 0,5%. Todos esses dados são importantes para o FED (Banco Central Americano), decidir sobre o futuro da taxa de juros americana.

Tensão na UE

Na Europa a semana segue bastante conturbada. O evento principal – tanto em nível europeu, como em nível mundial – é o referendo que será votado no dia 23, sobre a saída ou manutenção da Grã-Bretanha na União Europeia. As pesquisas apontam praticamente um empate. Mercado estará de olho nessa votação.

Na terça-feira (21), sai a percepção econômica da Alemanha, com estimativa de 6,4. É uma pesquisa que mede o ânimo dos investidores institucionais alemães.  Número acima de 0 indicam otimismo e abaixo de zero, pessimismo. Também na quinta-feira (23) será divulgado o PMI Industrial da Alemanha.  Um indicativo se a maior economia da Europa está reagindo as políticas de fomento econômico.

 

Semana bastante conturbada para os mercados. Em resumo, o que pode mexer bastante com o mercado é o referendo do Brexit e novas fases e/ou delações da Lava-Jato.